About Me

A minha foto
Poeta por inspiração e imposição da alma... Uma pessoa simples, que vive a vida como se fosse a letra de uma canção, o enredo de um filme, a preparação para uma vida superior, à espera da eternidade e do encontro com o Criador.

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Blogagem coletiva - Amigos virtuais

Fui convidada pela Ana Paula, do blogue Lado de fora do coração, a participar numa blogagem coletiva que ela está a organizar. Trata-se de falar sobre amizades virtuais.
Ando por cá desde novembro de 2009. No mês anterior um amigo tinha-me criado um site, a meu pedido, para eu publicar os meus poemas. Inaugurado em outubro, esse site, que eu adorava, revelou-se impessoal (agora lembrei da Chica :). Não havia interação com as pessoas. Eu publicava e ficava sem saber se alguém lia, se gostavam ou não.
Um dia, pouco depois, estava eu a navegar na internet e cheguei a um blogue. Eu não sabia o que isso era, mas li e vi e gostei. E depois vi aquela barra em cima que dizia "Criar blogue". Bem, e eu criei um.
E depois mais um e mais um e mais outro. E mais alguns.
E fui conhecendo pessoas, seguindo e tendo seguidores. A minha primeira amiga virtual foi a Helô, uma amizade que ainda dura. Correspondemo-nos por email durante muito tempo. Ela ainda se lembra do dia dos meus anos.
Depois vieram as amigas portuguesas: a Teresa, a Dulce, a Ailime, a Utília, a Angelina, a Mónica Nunes. E começaram as blogagens coletivas. Conheci novos amigos, entre eles a Gisele Pontes, a Maria Luiza e a Regina. Ainda somos amigas, agora de Facebook.
E depois veio a Tina, a Ana Cristina e a Chica. Que gente linda! Lembro-me da Tina muitas vezes, deixou muitas saudades.
Durante uns anos eu fui certinha nas postagens, nas blogagens e afins. Depoi sofri uma perda muito grande, em feverereiro de 2013. E pouco a pouco fui deixando tudo. Cansava-me ler blogues, visitar, comentar. Ter de escrever com sorrisos quando eram as lágrimas que dominavam. E parei quase de vez.
Fui aconselhada a criar um novo pseudónimo (este não é o meu nome verdadeiro, toda a gente sabe) mas eu já tinha experimentado isso e não resultara. Fui deixando tudo para trás.
Até que esta semana tive um choque: a Chica ia deixar os blogues! Não pode ser, não pode ser! E graças a Deus não foi...
E eu tive tempo para pensar que quero voltar a isto, agora talvez com novos amigos, acho que alguns dos outros também abandonaram um bocadinho. E voltei. E quero ficar.
Deixo estas flores para os amigos, flores e anjos, porque a amizade é a mais linda flor e os amigos são anjos que temos a graça de conhecer.



8 comentários:

✿ chica disse...

Que lindo te ler,Felipa e há muito te acompanho! Era tão bom sempre e agora, fico feliz que tudo está voltando ao normal e tu bem ativa por aqui! Isso vale muito! Lindas flores, lindos anjos e precisamos sempre deles pra nos enfeitar as vidas e caminhos! Linda participação! bjs, chica

Tina Bau Couto disse...

Adoro histórias e nessa de numa mesma semana Chica ensaiar não mais blogar e ai eu te "conhecer" e em poucos dias já me sentir feliz por você estar de volta sem nem lhe conhecer direito, eis-me aqui para saber mais de você.

Soube na partida da Tina, que além de Tina como eu, gostava de azul como eu, de sua existência, que sendo amada permanece é o que eu acredito e sinto.
E sinto ainda e muito uma perda que tive em novembro passado, violenta, horrível. Foi uma das poucas vezes que parei de blogar.

Regina é a da Casa de retalhos?
Um de meus primeiros contatos e amiga da blogosfera.
Chica tenho como da família e toda a família.

Seus, nossos, meus, velhos amigos e novos, velhos hábitos e novos, alegrias e tristezas porque não, compartilhar, dividir, multiplicar, são algumas, das muitas maravilhas de blogar.

Vamos que vamos, vou aqui que o filho tá chegando da escola e tenho fígados para fritas e farofa para fazer. aceita?

Felipa Monteverde disse...

Gente linda, obrigada por essa amizade que recebo com tanto carinho.
Tina, a Regina não é essa, acho que ela já não tem o blogue, fui ver e o link não está ativo.
Beijinhos, vou para a minha aula de Espanhol

P.s. Fígado e farofa? Nunca comi farofa mas aceito, guarda um bocadinho para mim :)

Tina Bau Couto disse...

Escrevi fritas ao invés de fritar, ter casa para cuidar, filho, computador disponível só pela manhã e outras cositas mas dá nisso
Agora pelo fone te respondendo
Farofa é indispensável em minha vida como amante de farinha que sou e nordestina, baiana que sou
Tb sou cria de espanhóis, pai, mãe, avós...
Sou fã de Cristiano Ronaldo
Louca pelos doces portugueses
Detalhes
Tricotar de mim :)

Maria Luiza disse...

Felipa, arrepiada estou lendo você por aqui. Você tem noção do quanto a sua volta alegrou-me? Puxa vida, custava me dar um toquezinho? As flores são lindas, juntamente com os anjos. Estou ainda muito mal e é um custo ficar aqui sentada pela dor nas costas! Um abraço super mega de afeto! Beijos!

Pepi,Xixo,Juja,Jujuba disse...

Boa noite, Felipa
Escrevestes lindamente e confesso que me emocionei..
Quero agradecer pelas lindas flores e os anjinhos.
Deixo um abraço para tí e um beijo carinhoso.
Verena e Bichinhos

Luma Rosa disse...

Oi, Felipa!
Bom que a blogagem lhe deu um empurrãozinho para voltar!
Seja bem-vinda novamente!
As tristezas sempre tiram o ânimo, mas para mim, a blogosfera me ajudou muito em vários momentos ruins de minha vida, principalmente quando a minha mãe faleceu e eu morando em cidade diferente da família.
Lógico que entre os trâmites e toda aquela coisa que envolve o fato, fiquei longe da blogosfera por 15 dias. Engraçado... acho que foi a única vez que me ausentei da blogosfera.
Não sei o seu pseudônimo de antes, mas creio que seja a primeira vez que aqui venho.
Parabéns pela espontaneidade em tratar do assunto!
Beijus,

lis disse...

Seguindo os links da blogagem proposta pela Ana Paula cheguei até voce.
Os blog's são assim mesmo_ as vezes cansamos . Quando acontece eu dou um tempinho e tiro férias ,mas volto logo porque tenho saudade de ler o que os amigos estão fazendo saudade de receber e mandar abraços virtuais que tão bem nos fazem !
Bom voltar Felipa .
boas vindas.
com abraços